Ewerton santos

Ewerton Santos (Ton)

Qual é a sua experiência colaborando para que equipes sejam ágeis?

Trabalho desde 2000 em iniciativas complicadas e complexas para grandes organizações, em 2004 conheci o Lean numa tentativa de simplificar o mundo projetizado que vivia, mas foi em 2007, após assumir um papel de líder de produtos e consumir novas práticas de engenharia de software e desenvolvimento de produtos, que conheci o manifesto ágil.

De lá pra cá … Já fui Scrum Master, Agile Coach, Product Owner, Agente de Mudança, consultor ou qualquer coisa que pudesse resolver um problema, trazendo valor real pra alguém, seja em processos, pessoas, produtos ou tecnologia.

Em 2011 Comecei a me dedicar no propósito de simplificar as relações das "big companies" e desmistificar a agilidade em escala sem bala de prata. Trabalhando em iniciativas de mais de 2 Bilhões de Investimento, em frentes de 300 a 5000 pessoas envolvidas. Pude participar de cases, como: Walmart.com, Netshoes/ Zattini, Banco Itau, entre outras industrias como, educação, telecom e financeiras.

Fui trainer da Adaptworks e professor de pós graduação em disciplinas sobre Agile, ajudei na capacitação de mais de 1500 pessoas.

Atualmente, estou como executivo da Accenture LATAM, sendo um dos responsáveis por Lean-Agile Enterprise e sigo escrevendo o livro "descomplicando agilidade em escala", que será lançado em 2018 pela Brasport.

O que você planeja aprender ou explorar nesse Camp?

Minha expectativa está em aprender mais sobre abordagens consolidadas em atitudes e menos em frameworks. Também sobre como os participantes, estão se preparando para as abordagens beyond software. Entre outros temas, talvez até polêmicos, como:

  • O segredo está na retomada do Lean mais que Agile?
  • Estamos na retomada da administração classifica e científica, ou demos uma roupagem aos conceitos de eficiência e eficácia dentro do mundo ágil?
  • É possível reduzir os lotes de informação em grandes organizações?
  • Executivos precisam ser agilistas?
  • A aprendizagem na agilidade é superficial ou real?
  • Vale discutir ou excluir papéis numa adoção ágil?
  • Scrum está ajudando as organizações ou traumatizando?
  • Kanban de fato escala?
  • Modelos de maturidade são essenciais ou placebos?

Como você planeja contribuir para esse Camp?

Agile-Lean em grandes organizações, inovação, aprendizagem em escala e visão executiva sobre a agilidade para C-level. Antipatterns, reações reais e exemplos reais.

Qual é o maior desafio para a comunidade ágil nos próximos 5 anos e por que?

Vejo que o maior desafio será sair da mesmice dos frameworks e ir além do mundo de software. Ajudar as grandes organizações na conexão fim a fim, como numa grande corrente, puxada pela necessidade de mudança em busca da competitividade, adaptação e propósito. Espero ver relações econômicas com maturidade através de uma comunidade que consiga mostrar o ROI do AGILE em resultado prático e financeiro. Entre outros desafios, como: O processo de aprendizagem das organizações e a retomada das consultorias de gestão que estão aprendendo sobre agilidade.