Evandro Ricardo Silvestre


Qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis?

Estudo Agilidade desde 2005, desde então coloco em prática os conceitos do mundo ágil. Em 2006, atuando como desenvolvedor, implementei uma parte de Scrum, estruturei o processo de qualidade e definição de produtos em uma empresa de ERP com 10 desenvolvedores, no interior de São Paulo.

Em 2008 mudei para São Paulo com o desafio de criar uma empresa do zero. No ínicio era eu (desenvolvedor Java), um DBA, uma Gerente e uma ideia em um Power Point. Era o ínicio da Geofusion, uma empresa SaaS que usa mapas para apoiar decisões de inteligência geográfica. Em 6 meses colocamos o MVP na rua. Um ano depois a equipe começa a crescer devido ao primeiro round de investimento. Nesse momento já começo a estruturar um processo ágil no delivery (usando Scrum). O segundo investimento dobra a equipe e nos dá a oportunidade de "produtizar" a empresa. Com apoio dos meus pares estruturamos toda a área e deixamos de desenvolver projetos. No terceiro investimento veio a necessidade de escala o time e passamos por mais uma reestruturação. "Squadizamos" a área, mudamos a metodologia para Kanban (upstream e downstream), estruturamos toda a gestão de portifolios, começamos a usar OKR e aplicamos conceitos de exploit/explore para buscar novos produtos. Também tive a oportunidade de implementar Kanban fora de tecnolgia (comercial, marketing e RH) e envolver toda a empresa no processo de discovery.

Em busca de novos desafios, entrei na Wirecard (antigo Moip) em 2017, para liderar uma equipe de 60 desenvolvedores e 17 squads. No ínicio os times sofriam com gargalos e problemas em produção. Meu principal papel foi dar visibilidade aos problemas, medir leadtime com foco em encontrar gargalos, otimizar todo o processo e passar conhecimento para dar autonomia ao time nas decisões de processo. Passamos a usar Lean Kanban e conseguimos entregar os produtos que mudaram o posicionamento da empresa junto ao mercado.

O que você planeja aprender ou explorar nesse Camp?

Qual é o maior desafio para a comunidade ágil nos próximos 5 anos e por que?

Entender como aplicar a Síntese Evolutiva dentro do desenvolvimento de novos produtos

Voltar