Mateus Rocha


Qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis?

Eu colaboro com a comunidade e empresas a buscarem a agilidade desde 2013, onde iniciei meu primeiro squad com scrum em projetos de adquirência. Posteriormente, assumi como head de agilidade em projetos de uma grande bandeira nacional.

Nesse desafio, atuei e facilitei da montagem dos times, implementação de scrum e kanban até chegarmos ao nível de indicadores de Lead e Cycle das equipes, identificando também questões como rework e qualidade das entregas. Posteriormente, atuamos nos gargalos identificados em nossa cadeia de valor e nos orientamos por temas ao invés de sistemas. Em outra vertente, para resolver um grave problema que enfrentávamos com turnover, implementamos práticas de management 3.0 que culminaram em uma retenção de profissionais e consequentemente um engajamento maior. Por exemplo, nas equipes em que o trabalho foi desenvolvido, questões consideradas como tabu na empresa como gestão do banco de horas foi delegada aos profissionais para que eles pudessem se auto organizar e funcionou muito bem. Graças a essa experiência de muito aprendizado, eu me tornei facilitador da Happy Melly e posteriormente, coordenador de materiais relacionados a management 3.0 no Brasil.

Atualmente, estou atuando no UOL como especialista em agilidade, implantando portfólio lean/agile para as áreas de produto e tecnologia. Minhas principais atividades são: Definição de ferramentas; Definição de indicadores para tecnologia; Definição de indicadores para a área de produtos; e Disseminação de mindset ágil para as áreas correlatas ao trabalho.

O que você planeja aprender ou explorar nesse Camp?

Gostaria de discutir assuntos nesse sentido:

Decisões de coaching de equipes baseadas em dados: Quais é o índice de rework? Como estamos em relação a qualidade? Como estão os indicadores de sucesso do produto que entregamos? Como podemos melhorar com base nesses indicadores?

Como podemos realizar entregas de valor continuamente, se temos monolitos que impedem a agilidade? Como empoderar times se a estrutura hierárquica é fortemente acoplada?

Qual é o maior desafio para a comunidade ágil nos próximos 5 anos e por que?

Acredito que os maiores desafios para a comunidade ágil são: O empoderamento real de equipes (Empoderamento com preparação para tal) ; Horizontalização de times multidisciplinares (Abandono das posições hierárquicas por papéis); Reorganização de sistemas (Abandono de sistemas monolíticos) em detrimento a negócios; e redefinição de papéis na substituição de áreas por “raias de negócio”

Voltar