Aryadnne Zanatta


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Experimentação é o que move minha carreira com a agilidade, sempre me inspirei nos artigos e vídeos publicados na internet, no Agile Coach Camp pretendo me inspirar com os outros agilistas que possuem experiência em cenários mais flexíveis e inovadores a encontrar alternativas para aplicação para o meu cenário: tradicional e familiar.

Outro ponto te gostaria de explorar é o envolvimento do RH nas transformações ágeis, como funciona o apoio, conexão e engajamento para que a transformação/ evolução ágil siga a diante? Se existe pontos que precisamos cuidar quando falamos sobre uma célula de agilistas promovendo a transformação fora do RH e como envolvê lo.

Também gostaria de aproveitar a oportunidade de explorar Agilidade & Compliance – Como as empresas estão lidando com barreiras organizacionais, garantindo que o processo de trabalho não seja engessado comprometendo a agilidade, mas garantindo as informações necessárias?

Por último, como estão trabalhando a agilidade em C-Level? Como estão utilizando a agilidade como uma decisão estratégica para o crescimento econômico da organização?

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Acredito que posso contribuir com o Agile Coach Campo com minha experiência em transformação ágil em ambientes tradicionais, mesmo sendo o nível mais baixo na hierarquia organizacional.

O Trabalho da transformação ágil em uma organização mais hierarquizadas e com gestores pragmáticos é um pouco diferente e a forma de trabalho precisa ser adaptada para que as ações não sejam bloqueadas logo no início, posso trazer um pouco dessa experiência para Agile Camp.

Já que a estratégia é adaptar ferramentas para o cenário hierarquizado e pragmático, adaptei o design sprint, que originalmente são 5 dias de imersão para validar hipóteses de solução para produtos digitais, para 4horas e o objetivo foi evidenciar pontos a melhorar no ecossistema do departamento, o resultado foi um plano de ação evolutivo, e uma das propostas foi criar uma comunidade interna para apoiar e criar ciclos de estudos, isso foi estratégico para manter o conhecimento, engajar e aproximar as pessoas.

Criei um workshop inspirado no framework scrum onde em 8 horas trabalhamos os papeis, responsabilidades e rotinas que acontecem no dia-a-dia, incluindo impedimentos e o objetivo é entregar um produto característico da organização.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Atuo há 13 anos em ambiente de tecnologia em 2013 foi meu primeiro contrato com a agilidade através do framework Scrum, costumo dizer que a agilidade mudou a forma com que eu enxergo as organizações e suas lideranças e a forma com que eu enxergo a vida, pra mim agilidade é muito mais do que métodos e framework, é uma filosofia de vida e acredito que ela pode impactar positivamente a todos que estejam disponíveis e dispostos a enxergar outras possibilidades.

Nos últimos 6 anos vi tanto valor na agilidade que me comprometi a apresenta-la para as organizações onde atuei.

Este ano tive a oportunidade de apresentar o case “Do ágil clandestino ao reconhecimento da presidência de uma gigante do agro” que resumidamente conta o que fiz nos últimos 2 anos apoiando na transformação ágil em uma empresa do agronegócio, tradicional e familiar – a estratégia foi de iniciar algumas práticas com as pessoas e recursos disponíveis sem onerar a organização: Fazer o que for necessário para alcançar o objetivo – Mostrar o valor da agilidade.

Hoje atuo como especialista ágil na Amaggi Exportação e Importação, apoio como agile coach na reestruturação do departamento de tecnologia e o departamento de CSC, além de fazer parte célula de estudos sobre inovação.

Paralelo a isso, esse ano comecei a movimentar a comunidade AgileMT onde sou idealizadora e uma das organizadoras, hoje somos 34 voluntários e impactamos um grupo de 150 pessoas que participam ativamente dos nossos encontros.

Voltar