Victor Hugo Germano


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Quero aprofundar a discussão sobre estratégia e execução de empresas ágeis, e o papel de agilistas nesse contexto - se é que existe algum papel. Enquanto o mercado segue para discussões sobre Business Agility, e fórmulas mágicas de transformação, vivemos num contexto de falta de talentos, inflacionamento de salário e o questionamento sobre a efetividade de especialistas ágeis para atender às demandas mundiais de mercado. Quero discutir como lideranças podem agir nesse contexto.

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Trazer uma visão global de agilidade, e a experiência de atuar com o tema há mais de 10 anos. Além disso, como liderança empresarial e participante em diversas conferências ao redor do mundo.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Eu sou um empresário brasileiro, trabalhando com Agile desde 2004. Antes de virar mainstream, Desenvolvimento Ágil fazia parte das táticas de guerrilha que usávamos para entregar software de verdade e aproveitar todo o processo de desenvolvimento de software. Naquela época, Coragem era talvez o valor mais importante que compartilhávamos. A motivação de melhorar nossas interações, processos e ferramentas, uma vontade constante. De coding dojos em Floripa, nos idos de 2005 a 2009, até ter minha própria empresa, eu tenho trabalhado com times ágeis e auxiliando a comunidade brasileira a crescer de grupos pequenos até as Conferências Nacionais com mais de mil pessoas. Eu já trabalhei em muitos papéis na indústria de software. Entreguei software em produção como um Desenvolvedor; atuei como Release Engineer, construindo todo o pipeline de Entrega que hoje é conhecido como DevOps. Como um Agile Coach, tenho ajudado empresas e times tomarem proveito dos processos e valores Ágeis na entrega de produtos. Além disso, me encontro na linha de frente da venda de projetos ágeis, o que tem me dado inúmeras idéias sobre como construir contratos para suportar esta forma diferente de trabalho. No momento estou engajado em reduzir a dor da Entrega e Desenvolvimento de Produtos, e em como expandir os Valores Ágeis para empresas, criando empresas mais colaborativas e democráticas. Como empresário, sou cofounder da Lambda3. Nossa visão é melhorar o Desenvolvimento de Software em qualquer lugar em que agimos, compartilhando uma visão de qualidade e cuidado por nossa profissão. Aspiramos em criar uma empresa em que a participação, responsabilidade e transparência sejam chaves para o sucesso, e estamos buscando construir um ambiente democrático para nossos pares floresçam. Estou totalmente envolvido na comunidade brasileira de Software. Desde 2005 atuando com grupos de usuários e organizando conferências ao redor da Agilidade. Eu ajudei a construir a primeira publicação sobre o tema no Brasil: Visão Ágil, e em 2009 ajudei a organizar o Ágiles 2009, em Florianópolis, como mais 400 pessoas. A conferência foi um dos primeiros pontos de encontro de líderes locais da comunidade, e acredito ter sido um passo crucial na criação de uma Conferência Ágil Brasileira sólida. Daquele momento em diante, a lista de eventos em que participei ativamente é extensa: Agile Brazil, Maré de Agilidade, Ágiles, Capiria Ágil, Linguágil, Agile Vale, The Developers Conference, Agile Boston Culture Con e muitas mais. Como parte desse trabalho, também sou um dos Conselheiros da Agile Alliance Brasil Estou envolvido com comunidades mundiais de agilidade, e auxiliando a criação de programas de aceleração e inclusão de comunidades no mundo ágil.

Voltar