Mudança de data

Devido ao agravamento da pandemia de Covid 19 tivemos de alterar a data do evento de Março para Abril, caso queira saber mais clique aqui.





Fabiana Franco


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Quando faço uma análise criteriosa das minhas dores que eu gostaria de explorar no evento…Está muito relacionado a como os profissionais e as empresas estão conseguindo se conectar, criar laços e, consequentemente reter profissionais no teletrabalho, modelo este que não nos permite um contato mais visual e/ou físico. Não temos a oportunidade de sentar a mesa olhar no olho e tomar o café, chego a dizer que em alguns casos iremos trabalhar durante anos sem ter está oportunidade.

Além da dificuldade em gerar vínculo/ conexão o modelo de trabalho atual e futuro precisa contar com profissionais extremamente disciplinados e comprometidos para conseguir fazer as entregas conforme os acordos foram firmados nos times e, disciplina não é um comportamento forte da cultura brasileira. Fazendo o link desta minha dor temos o team building e, sei que atualmente podemos utilizar diferentes ferramentas e dinâmicas que nos auxiliam na formação e engajamento dos times, porém como gerar um ambiente cada vez mais colaborativo, com pessoas disciplinadas, engajadas, compromissadas e conectadas com a missão do time? O que tenho visto no meu dia a dia são profissionais engajadas com as suas vidas pessoais e pouco disponíveis e dispostos a fazer a diferença no seu ambiente de trabalho. Como encontrar o equilíbrio desta equação vida pessoal e profissional? Sem contar que após 2 anos de pandemia e teletrabalho a sensação é que os profissionais esqueceram ou simplesmente negligenciam a todo momento a importância de uma comunicação fluida.

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Acredito que posso contribuir com minha experiência em diferentes perspectivas de times, tais como: times de implantação de ERP, times de produto, times de qualidade de software e times de desenvolvimento de software. Além disto, acredito que posso contribuir com uma visão mais voltada para o desenvolvimento de pessoas, um olhar através dos seus sonhos que converge para as suas carreiras e enquanto empresa como podemos obter benefícios disto.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Tive a oportunidade de começar minha experiência com agilidade em 2016 como coordenadora de produto, trabalhei na estruturação de 5 equipes de diferentes produtos. O time foi organizado baseado no modelo spotify (squads/ guilds e etc), juntamente com os POs definimos objetivos por releasesxproduto. O modelo de trabalho adotado foi o Scrum, passamos a trabalhar com sprints, fazíamos todas as cerimônias, inclusive começamos a medir a velocidade dos times e também analisar a cada sprint o burndown. Após está experiência comecei a aprofundar meus conhecimentos em scrum e, durante meus estudos para a certificação PSM I, experimentei uma dinâmica para a planning e consegui reduzir um desvio de previsto x realizado de velocidade +20% para 0%, somente organizando a planning em duas partes - O quê vamos nos comprometer? Como vamos realizar ? Nesta oportunidade também pude experimentar um melhor mapeamento do fluxo de trabalho (evidenciando nosso gargalo e passando a limitar o WIP), também foi possível iniciar o acompanhamento de algumas métricas tais como Leadtime / throughput e outras. Todas estas melhorias foram fruto do aprofundamento dos meus estudos em Scrum, iniciando o conhecimento do Método Kanban, contribuições de colegas e, também minhas leituras e pesquisas. Nesta oportunidade participei como voluntária da transformação ágil do centro de desenvolvimento, servindo como case e sendo coach para alguns times e, também contribuindo com facilitadora de treinamento para toda a empresa, foram realizadas mais de 15 turmas e treinados mais 200 profissionais em Kanban e Scrum ao longo de 1 ano. Desde quando assumi meu primeiro cargo como gerente de projeto iniciei o meu envolvimento com o desenvolvimento de pessoas, fui uma das responsáveis por definir um modelo de avaliação anual (versão 1 e 2) e experimentar num time de mais de 20 profissionais por 2 anos seguidos. Atualmente além de orientar / mentorar os profissionais (AM) e, em alguns casos chegando no times em práticas e conceitos ágeis, o grande foco do meu trabalho hoje tem sido: 1 - construir e reconstruir com os meus colegas um modelo de evolução de carreira dos profissionais; 2- facilitar feedbacks 360; 3 - acompanhar e orientar os profissionais dos meus times na evolução das suas carreiras. Gosto de dizer que a minha missão tem sido: Facilitar a evolução das pessoas! :)

Voltar