Mudança de data

Devido ao agravamento da pandemia de Covid 19 tivemos de alterar a data do evento de Março para Abril, caso queira saber mais clique aqui.





Henrique Imbertti


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Quero discutir sobre as experiências entre consultoria interna e externa. Na interna você tem mais contexto, mais tempo e mais profundidade, porém com o tempo o agente de mudanças pode começar a ter pontos cegos, pois faz parte do sistema, e pode ser mais desafiador conseguir agendas estratégicas, pois o engajamento é de longo prazo. Já na externa, ao vivenciar várias indústrias, é mais fácil identificar alguns padrões, ter uma visão externa e neutra ajuda a tomar decisões e o foco é maior, pois geralmente o tempo para gerar impacto é menor. Eu já estive dos dois lados e creio que a junção de ambas é onde eu vi os melhores resultados. Inclusive, a externa deve ajudar a criar um time interno que seja perene. Gostaria de entender qual é a visão dos demais participantes: estão partindo para consultoria interna ou estão buscando a externa? Quais são os prós e contras? O que tem observado em seus clientes?

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Tenho experiência em empresas nacionais e internacionais que são nativas digitais (tanto start-ups quanto scale-ups), e também, em empresas tradicionais que passaram por uma transformação. Em todas eu atuei no mínimo por 2 anos, onde pude viver com profundidade, entender o contexto e trazer melhorias. Minha experiência é principalmente em B2C e varejo/e-comm.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Tive o primeiro contato em 2004 com o Alisson Vale através de um time que estava utilizando XP. Comecei a atuar 100% como um Agente de Mudanças/ScrumMaster/Agile Coach em 2008. Ajudei uma startup que estava indo em direção ao caminho tradicional a experimentar o ágil, formei POs e rodei vários treinamentos internos. Passei pelo Yahoo! onde fizemos muitos experimentos com produtos, conheci o Lean Startup e me aprofundei na criação de times de alta performance. Passei por uma startup onde vivenciei as dores do crescimento rápido e de como aplicar a agilidade em escala. Isso me levou ao interesse no Spotify, onde acabei trabalhando de 2014 à 2017 na Suécia. Voltei para o Brasil para liderar um time de agilidade organizacional no Magalu que estava passando por uma transformação digital. Criamos uma consultoria interna com perfis diversos para apoiar a empresa nessa jornada que envolvia produto, processos, tecnologia, pessoas e estrutura. Após 4 anos de transformação digital, me juntei ao time da McKinsey onde estou atuando como um consultor externo e podendo vivenciar diferentes contextos de diferentes indústrias.

Voltar