Mudança de data

Devido ao agravamento da pandemia de Covid 19 tivemos de alterar a data do evento de Março para Abril, caso queira saber mais clique aqui.





Mário Melo


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Pessoas agilistas e pessoas desenvolvedoras:

Ao longo do tempo, a comunidade ágil se afastou bastante da parte técnica e começou a debater temas mais organizacionais. Esse afastamento vem causando uma certa divisão entre pessoas desenvolvedoras e pessoas agilistas, onde o primeiro grupo por vezes acaba tendo resistência com o segundo grupo e não enxergando valor em seu trabalho.

O que nós enquanto comunidade podemos fazer para ter mais pessoas técnicas envolvidas em nossos eventos e discussões?

Exemplos de movimentos relacionados ao tema: Algumas empresas já se movimentam para diluir as responsabilidades de uma pessoa agilista e delegá-las às pessoas desenvolvedoras. A última revisão do Scrum Guide eliminou o termo "papéis" e transformou Product Owner e Scrum Master em responsabilidades, descentralizando mais o trabalho e borrando ainda mais as fronteiras remanescentes entre "negócio" e "desenvolvimento".

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Gosto bastante de atuar como facilitador (fiz muito isso nos dois últimos ACC) e consigo criar resumos visuais razoavelmente apresentáveis. Posso ajudar a conectar as pessoas e me sinto muito confortável abordando assuntos mais técnicos. Também posso falar sobre técnicas de aprendizado que venho utilizando em meus workshops e treinamentos.

No geral tenho uma boa percepção de pessoas que têm dificuldade de se integrar (principalmente pessoas novatas no ACC) e consigo facilitar esse processo de maneira não invasiva.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Eu trabalhei como desenvolvedor em uma equipe ágil em 2008, quando tive meu primeiro contato com Scrum. Em 2010 fundei minha empresa de desenvolvimento de software e resolvi estudar o assunto mais a fundo para tentar resolver desgastes que eu tinha com meus clientes em função de problemas na comunicação. Em pouco menos de um ano conseguimos reverter a situação e eu passei a tentar repassar um pouco desta experiência para outras pessoas. Em 2014 me tornei um dos primeiros instrutores credenciados pela ScrumAlliance a conceder a certificação CSD (Certified Scrum Developer) e desde então tenho alternado meu tempo dentro da Facta com treinamentos e workshops no Brasil e em Portugal. Nos quase 10 anos da Facta (minha empresa), atuei como desenvolvedor, ScrumMaster e Product Owner, além de facilitar diversos treinamentos e workshops para meus clientes e parceiros. Como trainer e Agile Coach atuei pelas empresas Facta, GoToAgile, NBS Consulting, Scopphu e Emergee.

Voltar