Mudança de data

Devido ao agravamento da pandemia de Covid 19 tivemos de alterar a data do evento de Março para Abril, caso queira saber mais clique aqui.





Paulo Cassin


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Como a proposta é de uma experiência imersiva espero ouvir diversas experiências em profundidade, mas particularmente tenho interesse nos temas:

Agilidade com accountability: Agilidade tem tido um papel de habilitadora nas empresas, e por diversas vezes aqueles no papel de agilistas não são donos ou responsabilizados pelas entregas, pelos impactos, criando senso de não pertencimento ou de falta de propósito. Qual o real impacto da agilidade nos negócios? Como mensurar e gerar mais impacto? Como tornar agilidade estratégia e não serviço? Trago esse tema após duas experiências que vivenciei. Em uma delas pude aplicar princípios e práticas do Kanban que ajudaram a acelerar a entrega de uma iniciativa que impactou toda a companhia e com os resultados, pude sentir o orgulho e impacto do meu trabalho. Em outra vivência após algum tempo trabalhando de modo consultivo junto a alguns times e aplicando diversas práticas, comecei a me sentir frustrado e desmotivado, muito por não conseguir ver o impacto do meu trabalho no negócio e não ter o sentimento de responsável/parte das entregas dos times.

Pensamento Sistêmico: Como usar ferramentas como looping causal, mapeamento de tensões, etc., para empoderar as estruturas das companhias na resolução de seus problemas? Como outras pessoas, empresas têm utilizado? Por muitas vezes que tratamos deste tema tentamos ensinar sobre pensamento sistêmico, procurando engajar as estruturas da necessidade de entender a empresa como um sistema e pensar em soluções que resolvam problemas parecidos por todo o sistema. Trago este tema, pois vivenciei um cenário onde fizemos análises usando ferramentas de pensamento sistêmico (looping causal, mapeamento de tensões) e se tornou algo super complexo, difícil de explicar, que demandou uma enorme energia e que não convenceu as pessoas da sua necessidade e da dor que estávamos trazendo.

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Acredito que os diversos papéis (Programador, Empresário, Consultor, Analista de Inovação, Agilista) e contextos que vivenciei ao longo da carreira (~13 anos) me permitem ter uma visão ampla e composta por diferentes pontos de vistas. Podendo assim contribuir para as discussões para além da visão clássica sobre agilidade ou os papeis no espectro da agilidade (área que atuo a mais de 5 anos). Sou apaixonado por histórias de negócio, empreendedorismo e inovação, temas que fazem parte da minha rotina de leitura diária e com os quais aprendo muito e posso contribuir. Será também um prazer colaborar para a facilitação e mediação das discussões/dinâmicas.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Em cerca de 13 anos de carreira estive sempre questionando as coisas como são e buscando formas de impactar positivamente a sociedade, seja através das diversas experiências que tive, participando de comunidades ou gerando ferramentas, negócios.

Comecei a aplicar os primeiros conceitos de agilidade em 2013 quando me tornei co-fundador de uma pequena agência e fábrica de software no interior de São Paulo. Ao fazer a gestão do time operacional e ver o crecimento da demanda de trabalho precisamos nos organizar e fortalecer a integração entre os papeis (social media, criação, devs, atendimento) e nesse momento começamos a utilizar ferramentas como o quadro de tarefas, dailies e plannings. Foi transformador e me lembro que anos depois descobri que poucas ou nenhuma agência utiliza práticas/métodos ágeis.

Depois desta experiência fui conhecer realmente em profundidade os métodos e a cultura ágil em meados de 2016 quando sai de um emprego onde não via mais propósito e com a intenção de empreender fui buscar cursos de gerenciamento de projetos - habilidade que considerava fundamental para a nova jornada que queria trilhar - e encontrei uma certificação Scrum. Neste treinamento conheci uma pessoa que me fez uma proposta e me inseriu nesse mundo e dali em diante me encontrei nos papéis de agilidade. Como agile coach descobri uma posição que unia muitas coisas que adoro fazer/estar perto, facilitação, tecnologia, gestão/estratégia, liderança e muitos outros tópicos/habilidades.

Durante os últimos anos focado em agilidade, atuei em diversos papeis e estruturas, próximo a lideranças (VPs, C-levels, Gestão Senior), times, capítulos, BUs. Tive atuações consultivas, ministrei treinamentos, fiz algumas palestras/workshops nos principais eventos (Agile Brasil, Agile Trends, TDC, etc),fui voluntário, dei mentorias, co-criei o https://canvasokr.com e tenho diversos outros projetos inciativas em construção.

Voltar