Mudança de data

Devido ao agravamento da pandemia de Covid 19 tivemos de alterar a data do evento de Março para Abril, caso queira saber mais clique aqui.





Tamires Thisbe


O que você planeja aprender ou explorar no Agile Coach Camp e quais os temas que você quer ver discutidos?

Modelos de Alinhamento Estratégico: Tenho visto em contextos recentes os OKRs sendo discutidos, em sua maioria, somente a nível estratégico, o que tem gerado desafios para os times conectarem as entregas de software realizadas no dia a dia, com os objetivos da empresa, impactando o engajamento das pessoas envolvidas. Com a crescente disputa por profissionais no mercado de trabalho, garantir nos times a clareza de propósito e a conexão com os objetivos da empresa, tem sido um desafio para mitigar o turnover e motivar as pessoas. Nesse sentido, gostaria de entender quais práticas e técnicas as empresas estão utilizando para conectar os objetivos estratégico, tático e operacional em sua plenitude, e além disso, se e como elas têm contribuído para o engajamento dos times e desenvolvimento da marca empregadora na retenção de profissionais.

Business Agility: Com a agilidade sendo cada vez mais demandada em todas as áreas, tenho vivenciado a passagem do modelo onde trabalhávamos alocados junto aos times de tecnologia, para o modelo de agilidade as a service. Nesse sentido, tenho me perguntado sobre como estamos desenvolvendo nosso modelo de atuação de forma a possibilitar que os times de desenvolvimento continuem a evoluir seus processos e práticas de maneira autônoma e aspirem a agilidade como parte da disciplina de engenharia. Além disso, gostaria de explorar sobre como estamos incentivando na empresa os valores ágeis, de forma a se tornarem assunto comum nas discussões sobre evolução da estrutura e cultura organizacional.

Como você acredita que pode contribuir nessa edição do Agile Coach Camp?

Acredito que posso contribuir com a experiência e visão que adquiri ao longo dos anos, acompanhando desde a transição de uma empresa tradicional para a agilidade, em uma consultoria e agora em uma empresa de produto (fintech). Minha trajetória profissional na área de tecnologia me permitiu desenvolver uma visão abrangente em diferentes contextos de agilidade, acredito que poderei contribuir com a visão de quem já acompanhou estratégica, tática e operacionalmente entregas de software. Podem contar comigo para organizar, facilitar e promover um ambiente colaborativo e inclusivo.

Conte-nos qual é a sua experiência colaborando para que equipes e organizações sejam ágeis

Comecei atuando como PMO na área de tecnologia de uma empresa de grande porte em 2014, realizando o acompanhamento e reporte estratégico e desenvolvendo roadmaps com os times no modelo warterfall. Conheci o manifesto ágil na mesma época, entretanto sem oportunidades para aplica-lo, essa experiência contribuiu para entender as diferenças entre modelos tradicional e ágil de desenvolvimento. Em 2015, tive a oportunidade de atuar em um time de engenharia de produtos, atuando desde a análise de requisitos até a produção, o que me permitiu vivenciar efetivamente algumas das problemáticas da metodologia tradicional. Então em 2017, retornei a área de tecnologia com o objetivo de fazer parte da transformação ágil que acabava de começar por lá. Acompanhei a formação das novas estruturas focadas em produtos, e apoiei a princípio as squads que se formavam sobre os princípios da agilidade e quais práticas ágeis poderiam ajuda-los a alcançar os objetivos de entrega de software de maneira sustentável e visando a melhoria contínua. Estudei muito das práticas, métodos e ferramentas por conta, e vivenciei junto aos times as barreiras da agilidade em confronto com múltiplas dependências técnicas e disfunções burocráticas. Atuei então como Scrum Master em um time, e pude entender com profundidade as dores e negociar mudanças incrementais e baseadas em métricas. Nesse meio tempo, continuei a estudar e tive contato também com business agility, em paralelo quis explorar outras oportunidades e atuei em uma consultoria, que com uma estrutura horizontal, tive a oportunidade de vivenciar a experiência de agilidade com maior liberdade para testar, apoiei multiplos times na formação em práticas ágeis, e no desenvolvimento do time de agilidade. Hoje atuo em uma empresa de produtos como Agilista e tenho colaborado na formação de novas squads, estruturação do modelo de atuação e crescimento do time de agilidade.

Voltar